Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Back to Love...today!

by perplex3r, em 18.08.08

(Português/Portuguese)

Depois daquele momento à filme romântico, com chuva e sol num final de tarde perfeito para os lábios se tocarem, podemos dizer que estamos agora numa nova fase, estamos de novo Back To Love.
Hed Kandi, uma das melhores editoras de música electrónica, oferece um triplo cd cheio de temas que são consideradas clássicos nas pistas de dança e, por isso mesmo, merecem uma atenção especial neste momento, uma vez que vamos voltar aos momentos anteriores à festa de Beach House….estamos de mãos dadas com o nosso summer love. Assim, temos canções como Show Me Love, de Robin S, Space Cowboy, de Jamiroquai, Hideaway de De’Lacy, Make The World Go Round de Sandy B, entre outros, que irão rechear este reencontro.
Em suma, preparem-se para bons momentos que, quando chegarmos ao Inverno, nos iremos lembrar como um dos nossos melhores serões juntinhos à beira mar.
 
(English/Inglês)
After the romantic setting, with all that rain and sunshine in the perfect afternoon for lips to come together, we can say that we are in a new phase; we are now Back To Love again.
Hed Kandi, one of the best music labels, offers us a triple cd with classic house anthems and, for that, they deserve our special attention during this period, as we are going back to those moments before the Beach House party…we are walking hand in hand with our summer love. Therefore, we have songs that will fill these moments of love like Show Me Love, by Robin S, Space Cowboy, by Jamiroquai, Hideaway by De’Lacy, Make The World Go Round by Sandy B, among others.
To sum up, prepare yourself for very good moments and, when we get to winter, we all remember them as one of the best moments next to our love down the beach.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

(Português/Portuguese)

É verdade, há tantos sentimentos bonitos, alegres e tristes que sentimos ao longo deste verão, ao ladinho do nosso summer love…mas não pode ele crescer? Não pode ele chegar ao calor da lareira deste Inverno? Pode.
Because It’s Not Love (But It’s Still a Feeling) não significa que ele não possa crescer, não quer dizer que aquela paixão não se transforme em amor. É isso mesmo que as britânicas The Pipettes nos apresentam neste fabuloso vídeo, um tanto ao quanto jeito de anos 60,como Sonny J e Frankie Vallie, com cores garridas, danças iguais às dos nossos pais acompanhadas por uma melodia bem alegre, que é capaz de nos deixar ir, sem qualquer problema, ao encontro daquilo que sentimos. Com um álbum We Are The Pipettes e com dois Ep’s, incluindo o fabuloso EP Your Kisses Are Wasted On Me a banda tem provado que, ao longo do tempo, ir buscar inspiração àquilo que estava a ganhar mofo no nosso sótão pode ser muito produtivo.
Assim, vale bem a pena pensar que se Your Kisses Are Wasted On Me pode ser que este Feeling, mais tarde, venha a ser o nosso summer love que perdurará pelo Inverno.
 

(English/Inglês)

It is true that there are a lot of beautiful, happy and sad feelings that we all feel during this summer, next to our summer love…but can’t he grow? Can’t he go through the cold nights next to the fireplace? Yes, it can.
Because It’s Not Love (But It’s Still A Feeling) does not mean that it can’t grow and not turn this passion into love. That’s exactly what the British band The Pipettes presents us in this fabulous video, a little bit with 60’s style,like Sonny J and Frankie Valli, gaudy colours, and moves like our parents did years ago, together with a happy melody that can frees us to find what we feel. With the album We Are The Pipettes and two EP’s, including the great EP Your Kisses Are Wasted One Me, the band proves that sweeping through the old stuff in our attic can become fruitful.
Therefore, one should think that if Your Kisses Are Wasted On Me this Feeling can, later one, be our summer love that last until Winter.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

teach your Boyfriend the Alphabeat!

by perplex3r, em 04.08.08

(Português/Portuguese)

Inicialmente parece que vamos ouvir Never Gonna Give You Up de Rick Ashley, mas enganem-se, estamos em 2008 e Pete Hammond voltou atrás no tempo ao remisturar Boyfriend dos Alphabeat de uma forma que nada fica a dever a todas as canções que ainda temos em cassetes.
Boyfriend é retirado do álbum homónimo e segue a linha divertida do single Fascination, com letra catchy, fresca, leve e, claro está, perfeita para as festas de verão lá de casa. Boyfriend exprime tudo aquilo que cada rapaz gosta de ouvir, a sua namorada a dizer em alto e bom som “Don’t You Touch My Boyfriend/He’s Not Your Boyfriend/He’s Mine”, porque uma pouco de possessividade nunca fez mal a ninguém,não é verdade?
Será que este summer romance atingiu um novo patamar? A ver vamos, até lá, tirem as calças de ganga justas, as meninas coloquem aquelas fitas no cabelos e os brincos…the 80’s are back again!

(English/Inglês)

In the beginning one thinks that Never Gonna Give You Up by Rick Ashley is about to start, but you are wrong, we are in 2008 and Pete Hammond went back in time remixing Boyfriend from Alphabeat in a way that as good as all the songs from our cassettes.
Boyfriend is taken from the self titled album and follows Fascination with catchy lyrics, fresh, not so heavy so it’s perfect for the summer parties at home.
Boyfriend expresses also what we all boys like to hear from our girlfriends, i.e. "Don’t You Touch My Boyfriend/He’s Not Your Boyfriend/He’s Mine”, because a possessive feelings doesn’t harm anyone, does it?
Will this summer romance get into another level? We’ll see and, until then, grab your tight jeans, girls put hairpins and some earrings…the 80’s are back again!

 

Boyfriend (Pete Hammond Remix)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Who's That Girl Robyn?

by perplex3r, em 14.04.08

 

(Português/Portuguese)

Annie Lennox e Madonna já colocaram nos anos 80 a questão e, ao que parece, no novo século ainda não tem resposta. Robyn, a ex princesa da pop sueca agora uma lady na electrónica, continua com a questão Who’s That Girl (?) e, no fabuloso e sensual vídeo, fornece uma diversidade de possibilidades, desde a madame na cozinha à actriz de cinema, com imagens que diferem do seu estilo pessoal. Numa canção muito inspirada em melodias retro, que fazem lembrar um pouco os Human League, estamos perante uma letra irreverente (Let’s Play a Game that You Never Tried/You be the Girl and I’ll be the Guy) que fica rapidamente no ouvido e de uma sonoridade certamente original para o ano de 2008.
Desta forma, sem qualquer dúvida, será outro single que atingirá o topo das tabelas de vendas uma vez que mantêm uma sonoridade perfeita para ouvir no leitor de mp3 ou nas rádios e, com remisturas de Drop The Lime, Seamus Haji e Rex The Dog, irá levar o incrédulo e o apaixonado pela electrónica a dançar.
Contudo, e se calhar o mais importante, independentemente de onde irão ouvir Who’s That Girl, Robyn demonstra, mais uma vez, o que um artista consegue fazer quando toma rumo na sua própria carreira e não tem, de forma alguma, a pressão da indústria discográfica a limitar e a indicar (forçosamente) o percurso musical que deve seguir.
Assim, a resposta à pergunta Who’s That (sexy & amazing) Girl (?) podemos mesmo dizer que é Robyn, a femme fatale loira da Escandinávia.

 

 

(English/Inglês)

Annie Lennox and Madonna have already asked in 80’s the question but it appears that in the new century it has no answer.  Robyn, the ex Swedish pop princess and now a lady in the electronica, continues with the question Who’s That Girl (?) and, in the fabulous and sensual video, she presents a diversity of possibilities, from the madam in the kitchen to the actress, with images that are far away from her personal style. In a song inspired by the retro melodies, showing some similarities with Human League, we are in front of catchy and irreverent lyrics (Let’s Play a Game that You Never Tried/You be the Girl and I’ll be the Guy) and in front of an original sound for 2008.
In that way, without any doubt, this single will reach the top of the charts as it has the perfect melody for our mp3 players and for the airplay and, with remixes from Drop The Lime, Seamus Haji and  Rex The Dog, the incredulous and the electronica lovers will be forced to dance to it.
However, and perhaps the most important thing it is not where you are going to listen to Who’s That Girl but the fact that, once again, Robyn shows what a musician is able to do when takes the course of his career in his own hands and does not have the pressure of the music industry (forcing) to choose a musical path.
Therefore, to the question Who’s That (sexy & amazing)Girl (?) one can answer Robyn, the blond femme fatale from Scandinavia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Duffy ... Have Mercy!

by perplex3r, em 03.03.08

 

(Português/Portuguese)

Três….um número de sorte, um número vulgar, ou então aquele número que representa o número de semanas que Mercy passa no número um da tabela de singles no Reino Unido. Desta vez, o blog tem que obrigatoriamente ter um post especial sobre a menina Duffy, que já foi introduzida num post anterior com Frankie Valli e Sonny J (claro!). Mercy entrou para o número um sem ter sido editado em suporte de cd, o que é um outro efeito histórico a adicionar ao facto que em 25 anos nenhuma cantora galesa tinha sido capaz de fazer o mesmo. Rockferry é o título do álbum que é editado hoje, e esperemos que acompanhe o sucesso deste single que nos reporta para outros tempos, outras viagens, outros momentos.
Duffy é oriunda do País de Gales, e tem 23 anos, mas um pujança única e muito forte o que, mais uma vez, dá para dizer que a idade é apenas um número. É verdade que Duffy pode parecer Buffy, mas claro, uma canta, encanta e dá-nos aqueles momentos únicos ao som da sua voz peculiar e genuína, enquanto que a outra caça vampiros…a questão é apenas quem escolher! Um arrepio único e fantasticamente perfeito de uma das mais recentes e mais interessantes revelações de 2008, ou uma luta metódica em cada episódio (que é repetitivo!).
Até lá, e enquanto decidem…espreita o vídeo de Mercy, ouve e delicia-te!
Frase do dia: “Oh Duffy, have Mercy on those who don’t understand how fantastic you are!”

 

(English/Inglês)

Three…the lucky number, an ordinary number, or the number of weeks that Mercy spent on the number one position in the U.K. Single Charts. This time, this blog has to write a special post about Duffy, although she was already introduced here beforetogether with Frankie Valli and Sonny J (of course!). Mercy entered the charts on number one based on downloads alone, which is an historic point to add to other one: she is the first welsh girl to achieved number one in the U.K. in 25 years. Rockferry is the name of the album and is released today, and we all hope that this album will do  as good as the single that leads us to other times, places and other moments.
Duffy comes from Wales and is 23 years old, but with all her power once again, one must say that ain’t nothing but a number.  We all know that Duffy is very similar to Buffy but, of course, one sings, enchants and offers us those unique and special moments with he genuine and peculiar voice, while the other hunts vampires..The point here, you have to choose between a unique and perfect chill from one of the best newcomers in 2008, and the same fight every episode (very repetitive!).
Until then, and while you decide…watch the video of Mercy, listen and delight your ear with good music.
Thought of the day: “Oh Duffy, have Mercy on those who don’t understand how fantastic you are!”

 

       

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!


Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 





subscrever feeds