Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Robyn (vs. or with) Madonna? (You choose!)

by perplex3r, em 18.06.08

 

(Português/Portuguese)

Sim, é verdade, esta é uma batalha de originalidade que se vai estender na nova Tour de Madonna…quem vai fazer o aquecimento será a sueca Robyn que, pelo menos cá em Portugal, terá a oportunidade de se dar a conhecer melhor, uma vez que as suas canções que por tantas rádios europeias passam parecem cá ser negligenciadas.
Posto isto, mais uma coisa é capaz de intrigar qualquer um, é que o álbum Robyn é já considerado por muitos um dos melhores álbuns de 2007, quer a nível instrumental, melódico, lírico, electrónico…e data de 2005. Ora, se a rainha da pop apresenta um álbum estilo Nelly Furtado (sim, sim é o que se diz por aí!), pergunta-se quem poderá oferecer um Candy aqui ao pessoal! Contudo, e tendo já visto Miss Madonna ao vivo, é óbvio, e não valerá a pena enumerar factores, que esta última irá ofuscar qualquer um no exacto momento em que surgir no palco.
Para todos aqueles que, para além de Madonna em versão Timbaland, apreciam a fantástica Robyn, aqui fica a lista dos concertos e, claro está, um dos singles mais loucos retirados do álbum Robyn: Konichiwa Bitches! Mair Robyn aqui (claro!!!)

 

(English/Inglês)

Yes, it is true; the battle for originality will be extended during Madonna’s new Tour…who will do the warm up will be the Swedish singer Robyn that will get the chance to let other people know her songs, as they are rather unknown here in Portugal.
After this, one more thing can intrigue some people, as Robyn’s latest album is considered to be one of the best albums of 2007, as far as music, lyrics, sound are concerned…and is from 2005. Well, if the queen of pop presents an album similar to Nelly Furtado (yes, yes that is what has been said about it!), one can ask who will offer a Candy to us! However, and having already seen Miss Madonna live, it is obvious that she will stun everyone, and one does not need to tell why.
For those who like Madonna in a Timbaland version but prefer Robyn, here is the list of the concerts and, of course, one of the craziest singles taken from the album Robyn: Knochiwa Bitches! For more Robyn check here (of course!)

 

 

26-August Nice: Stade Charles Ehrmann
28-August Berlin: Olympic Stadium
30-August Zurich: Military Airfield Dubendorf
02-September Amsterdam: Arena
04-September Dusseldorf: LTU Arena
09-September Frankfurt: Commerzbank Arena
14-September Lisbon: Parque da Bela Vista
23-September Vienna: Danube Island
27-September Athens: Olympic Stadium

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Who's That Girl Robyn?

by perplex3r, em 14.04.08

 

(Português/Portuguese)

Annie Lennox e Madonna já colocaram nos anos 80 a questão e, ao que parece, no novo século ainda não tem resposta. Robyn, a ex princesa da pop sueca agora uma lady na electrónica, continua com a questão Who’s That Girl (?) e, no fabuloso e sensual vídeo, fornece uma diversidade de possibilidades, desde a madame na cozinha à actriz de cinema, com imagens que diferem do seu estilo pessoal. Numa canção muito inspirada em melodias retro, que fazem lembrar um pouco os Human League, estamos perante uma letra irreverente (Let’s Play a Game that You Never Tried/You be the Girl and I’ll be the Guy) que fica rapidamente no ouvido e de uma sonoridade certamente original para o ano de 2008.
Desta forma, sem qualquer dúvida, será outro single que atingirá o topo das tabelas de vendas uma vez que mantêm uma sonoridade perfeita para ouvir no leitor de mp3 ou nas rádios e, com remisturas de Drop The Lime, Seamus Haji e Rex The Dog, irá levar o incrédulo e o apaixonado pela electrónica a dançar.
Contudo, e se calhar o mais importante, independentemente de onde irão ouvir Who’s That Girl, Robyn demonstra, mais uma vez, o que um artista consegue fazer quando toma rumo na sua própria carreira e não tem, de forma alguma, a pressão da indústria discográfica a limitar e a indicar (forçosamente) o percurso musical que deve seguir.
Assim, a resposta à pergunta Who’s That (sexy & amazing) Girl (?) podemos mesmo dizer que é Robyn, a femme fatale loira da Escandinávia.

 

 

(English/Inglês)

Annie Lennox and Madonna have already asked in 80’s the question but it appears that in the new century it has no answer.  Robyn, the ex Swedish pop princess and now a lady in the electronica, continues with the question Who’s That Girl (?) and, in the fabulous and sensual video, she presents a diversity of possibilities, from the madam in the kitchen to the actress, with images that are far away from her personal style. In a song inspired by the retro melodies, showing some similarities with Human League, we are in front of catchy and irreverent lyrics (Let’s Play a Game that You Never Tried/You be the Girl and I’ll be the Guy) and in front of an original sound for 2008.
In that way, without any doubt, this single will reach the top of the charts as it has the perfect melody for our mp3 players and for the airplay and, with remixes from Drop The Lime, Seamus Haji and  Rex The Dog, the incredulous and the electronica lovers will be forced to dance to it.
However, and perhaps the most important thing it is not where you are going to listen to Who’s That Girl but the fact that, once again, Robyn shows what a musician is able to do when takes the course of his career in his own hands and does not have the pressure of the music industry (forcing) to choose a musical path.
Therefore, to the question Who’s That (sexy & amazing)Girl (?) one can answer Robyn, the blond femme fatale from Scandinavia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 Minutes Video With Madonna!

by perplex3r, em 09.04.08

 

 

(Português/Portuguese)
Decorria o ano de 1998 quando todos sentimos um fantástico arrepio de originalidade e beleza electrónica com Frozen, o single retirado do aclamado álbum Ray Of Light. Dez anos depois é nesse estado gelidamente sólido que se fica ao ouvir Madonna com Justin Timberlake e Timbaland no mais esperado single de 2008, uma vez que quem esperava algo electronicamente mais dançável ou uma incursão pelo pop fica desapontado, pois Timbaland meteu a sua mãozinha na produção. O resultado desta colaboração conduziu 4 Minutes ao Top 5 do Reino Unido e está a entrar nas tabelas de vendas nesse Mundo fora, mas não promete bater os recordes de Hung Up ou Sorry e causar aquele burburinho nas tabelas de vendas e todo aquele aparato fantástico e cheio de cor que Confessions On A Dancefloor nos ofereceu.
Contudo, desengane-se quem espera um déjà-vú, pois este dueto é bastante superior ao Me Against the Music com Miss Britney Spears, quer ao nível de letra e de musicalidade, mas como o anterior irá ser esquecido facilmente. Por conseguinte, em resposta ao If You Want It, Come and Get It será Eu não vou porque não quero, pois se esperava algo de novo, bastante inovador e avassalador da Rainha da Pop, não uma incursão muito ao estilo de Nelly Furtado. Assim, aguarda-se ansiosamente pelo segundo single (cruzamos todos os dedos!) para termos mais uma boa canção na nossa banda sonora deste Verão 2008.

 

(English/Inglês)

In the year of 1998 we all shivered fantastically with the originality and beauty of Frozen, the single taken from the critically acclaimed album Ray Of Light. Ten years after, we all turn into this solid state after listening to Madonna with Justin Timberlake and Timbaland in the long awaited single of 2008, as for those who hoped for electronic dance beats or pop are disappointed, because Timbaland had his touch on the production. The result took 4 Minutes to Top 5 in the United Kingdom and is taking the single to the top of the charts worldwide, but it will not beat the results of Hung Up or Sorry and will not cause that entire buzz around the charts as does not offer all the colour and ostentation that Confessions On A Dancefloor did.
However, you won’t have a déjà-vú, as this duet is highly superior to Me Against The Music with Miss Britney Spears, as far as the lyrics and the music itself are concerned, but as this one will be forgotten. Therefore, the answer to If You Want It, Come and Get It will be I Don’t Go, ‘Cause I Don’t Want To, as it was hopped something new, more innovative and overwhelming from the Queen Of Pop not the style of Nelly Furtado. In that way, we wait for the second single (keep your fingers crossed) in order to have a great track for our 2008 Summer O.S.T.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Heap & Tiësto...In Search for a Sunrise!

by perplex3r, em 11.02.08

Imogen Heap - Hide & Seek (Live/Ao Vivo)

(Portuguese/Português)
Numa altura em que as ondas hip hop estavam a bater cada vez mais na areia e a música electrónica a ser relevada para segundo plano surge a partir de Londres uma personagem descontraída, bem construída, com estilo único chamada Imogen Heap.
Estávamos em 1998 quando o seu primeiro álbum i Megaphone (um anagrama para o seu próprio nome) saiu e agradou a toda a crítica, recebendo comentários positivos quer na Europa, quer no outro lado do Atlântico, seguido do álbum Speak For Yourself. Este último chegou mesmo a atingir o topo no Top Heatseekers e o nº2 no Top Electronic Albums em 2005. Porém, a consagração do seu segundo álbum deve-se ao facto de, entre 2002 e 2003, Imogen ter-se aliado a Guy Sigsworth, que já havia produzido e escrito temas para Björk, Seal, Madonna e Lamb, formando o aclamado duo electrónico Frou Frou. Esta formação apenas lançou um álbum electronicamente perfeito, mas viram duas das suas canções em filmes como Garden State, com Natalie Portman, The Holiday e Shrek 2, para além de editarem 3 singles (Breath In,Let Go e It’s Good To Be In Love). O álbum Details incorporou elementos trip hop, electrónica, pop e rock, para além e incluírem instrumentos como violoncelo e guitarras. E é nesta linha que esta artista segue na sua carreira a solo: álbums construídos à volta da música electrónica, com influências acústicas, electrónicas e chillout.
Com um percurso musical invejável, Imogen Heap foi nomeada em 2006 para dois Grammys: Best New Artist e para Best Song Written for Motion Picture, mais propriamente com Can’t Take It In, incluídas na série O.C. e no filme As Crónicas de Nárnia. Para além disso, continuou a escrever e a produzir outros grupos e cantores enquanto continua a sua carreira a solo.
É com grande prazer que se anuncia a edição em Maio do seu terceiro álbum, e nota-se cada vez mais em alta rotação pelos amantes da música electrónica e de dança, uma vez que DJ Tiësto remisturou o tema Hide & Seek, retirado do álbum Speak for Yourself, que agora está a agitar qualquer perninha que não se queira mexer. É de notar que, embora a vertente deste seja mais trance, Tiësto fez uma excelente remistura, uma vez que deixou permanecer o espírito e a melodia original com vocoders, adicionando-lhe apenas batidas mais house progressivas tornando o título da remistura perfeito: Tiësto In Search Of A Sunrise. Há ainda outra remistura perfeita para aquele pôr-do-sol o Morgan Page Bootleg Remix.
 
 

 

(English/Inglês)

In a time when the hip hop waves were arriving on the beach and electronic music was losing the pole position, Imogen Heap appears from London, a character with a great peculiar and original style.
When her i Megaphone came out (an anagram for her name) the critics were pleased with that album both in Europe and on the other side of the Atlantic, followed by her second album Speak For Youself. This album got to the top of Top Heatseekers and the second position on the Top Electronic Albums in 2005. Her consecration arrived after teeming up with Guy Sigsworth between 2002 and 2003 to form the critically acclaimed electronic group Frou Frou. Guy Sigsworth had already written and produced Björk, Seal, Madonna and Lamb. This duo only released one perfect album, but had two songs on films such as Garden State, with Natalie Portman, The Holiday and Shrek 2, and released three singles (Breath In, Let Go and It’s Good To Be In Love). The album Details had fantastic trip hop, electronica, pop & rock influences including cellos and guitars, and that’s what Imogen follows on her solo career, adding to her albums also acoustic influences and chillout moods.
Having a music career to be proud of, Imogen Heap was nominated in 2006 for 2 Grammys: Best New Artist and Best Song Written for a Motion Picture for Can’t Take It In, included on the TV series The O.C. and in the film The Narnia Chronicles. She also continued to write and produce other artists while having her own solo career.
I’m very pleased for the fact that her third album will come out this May, and she is having the attention she deserves either from the electronica fans and house music fans, as DJ Tiësto remixed Hide & Seek, taken from the Speak For Yourself album, and all legs want to dance to it. One should notice that Tiësto did a great remix, as he kept the same original and spiritual melody with the vocoders, adding some progressive house beats, turning the name of the remix a perfect one: Tiësto In Search Of a Sunrise. There is also another remix that one should pay attention to: the Morgan Paige Bootleg Remix for that perfect sunset.

 

Frou Frou - It's Good To Be In Love

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!


Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 





subscrever feeds