Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Daft Punk

Português/Portuguese

Que as segundas feiras são sempre portadores de dores de cabeça e de desejos de um fim de semana prolongado, já todos sabemos. Agora, ser a uma segunda feira em que temos a notícia de que um dos melhores duos de música electrónica de sempre terminam a sua actividade, na sala após o trabalho, já isso a torna ainda mais insuportável. We aren't Lucky!

Desde os trabalhos de casa (Homework) que a dupla parisiense composta por Guy-Manuel de Homem-ChristoThomas Bangalter  nos entreteu e pôs a cantar em loop Around the World em várias pistas de dança, ainda nos finais dos anos 90. Conseguiram, não só, dar credibilidade à música electrónica, como influenciar com o seu som french house / electrónica e catapultar para os tops inúmeros singles num conjunto de 4 álbums de estúdio e uma banda sonora. Um legado fascinante!

Digital Love torna-se, assim, numa história menos alegre quando sabemos, por toda a internet, que um dos nossos amores musicais, se vão separar. Afinal, também os robots, não acreditam no amor para sempre ... podemos pedir para voltarem One More Time?

English/ Inglês

Mondays are always bearers of headaches and long weekend wishes, and we all know that. Now, being on a Monday when we have the news that one of the best electronic music duos ever finish their activity, in the living-room after work, that already makes it even more unbearable. We aren't Lucky!

Since Homework, the Parisian duo comprised of Guy-Manuel de Homem-Christo and Thomas Bangalter have been entertaining us and made us start singing Around the World in loop on various dancefloors, even in the late 90s. Not only giving credibility to electronic music, but influencing with its french house / electronic sound and catapulting to the tops countless singles in a set of 4 studio albums and a soundtrack. A fascinating legacy!

Digital Love thus becomes a less joyful story when we know, across the internet, that one of our musical lovers, split up. After all, robots, too, do not believe in love forever ... can we ask for a return One More Time?

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 18:43

Kate Nash ... new Mouthwash brand!

by perplex3r, em 22.02.08

(Português/Portuguese)

Kate Nash é um um dos Refrescos Musicais de 2007, com temas sentimentalmente originais, divertidos e verdadeiros. Com isto, esta jovem de 22 anos faz com que Phoeby da série Friends tenha uma rival no título "The Girl that sings about the truth. Comparada com  Lily Allen, muito devido à estrutura das suas canções em estilo de contador de histórias, e com a russa Regina Spektor, Kate Nash continua a surpreender ao longo de um álbum repleto de temas que dizem aquilo que muitas vezes pensamos, mas nem sequer ousamos dizer, com o uso de uma inocência alegre e com aquela mistura de sotaques britânicos. Um desses exemplos é a canção Shit Song ou Dickhead, em que não há qualquer pudor em afirmar o que pensa. Para além disso há ainda que salientar as canções Skeleton Song (uma das minhas favoritas), que retrata a relação da autora com um esqueleto ou ainda a o fantástico single que atingiu o nº 2 em Inglaterra Foundations. Esta onda de originalidade valeu-lhe uma nomeação para os Grammy e consequentemente a arrecadação do título de Best Female Act, para juntar ao BRIT Award que recebeu de Best Female Solo Artist. A Tour já começou este mês no Reino Unido, mas não pensem que é para ficar por aqui, uma vez que o novo single Merry Happy irá ser editado em Março e Nash já está a preparar o seu segundo álbum, tendo já escritas duas canções: Paris e Doo Wah Doo.

Para se divertirem, sorrirem e se prepararem para o fim-de-semana, aqui fica o vídeo de Foundations e alguns temas retirados do álbum que atingiu o nº1  Made Of Bricks, incluindo Mouthwash, Pumpkin Soup e Mariella.

 

 

(English/Inglês)

Kate Nash is one of the 2007 Musical Refreshements, with songs that are original, funny and true. With these facts, she competes with Phoebe from Friends for the title The Girl That Sings the Truth. Many times compared to Lily Allen, due to her story-telling song structure, and to Regina Spektor, Nash keeps on surprising everyone throughout her album by saying what we think, but are not capable of saying, using a little bit of happy irony and different British accents. Two of these examples are the tracks Shit Song and Dickhead, as she has no problem saying what she thinks of. One should notice the track Skeleton Song (one of my favourites) in which she tells the story about her relationship with her friend Skeleton and also the number 2 single Foundations.  This wave of originality made her won the Brit Award for Best Female Solo Artist and a Grammy for Best Female Act. Her UK tour has started, her new single Merry Happy will be released in March,  she is preparing her second album and has already written two tracks for it: Paris and Doo Wah Doo.
In order for you to have fun, laugh and prepare yourself for the weekend, here you have the video of Foundations and some tracks taken from the nº1 album Made Of Bricks, which includes Mouthwash, Pumpkin Soup and Mariella.
.

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 17:06

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


text me

back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!




Blogs Portugal

Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 




Tradutor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds