Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Cardigans - Long Gone Before Daylight (Original Pictures)

Português/Portuguese

Pelas ruas meia desertas,com algum frio à mistura e uma boa dose de optimismo, caminhamos para casa com The CardigansLong Gone Before Daylight reeditado num saco bem protegido (uma daquelas compras impulsivas que fazem todo o sentido). Não queremos que um dos melhores álbuns de sempre não conheça a alegria de ser tocado pela agulha do gira-discos.

Long Gone Before Daylight (o platinado nº1 na Suécia) chegou aqui a casa cheio de  memórias de histórias terminadas, inacabadas e outras que não passaram apenas de imaginação. Ao olharmos directamente para a capa, sentimos que estamos rodeados de amigos no aconchego de uma noite de conversas filosóficas e de opiniões bem vincadas, no Museu d'Avó, por entre a penumbra das velas, das tapas e copos de vinho tinto que não param de chegar à mesa debaixo de um candelabro.

Communication abre a discussão, logo após o líquido ter deslizado para dentro de um copo, e, em 2021 tal como em 2003, continua a fornecer inúmeras questões sobre o que significa estar em comunicação com outro. Por entre ligações reais e virtuais, em que estamos com a função ocupado ou ausente, ligamos e desligamos as nossas ligações e queremos ter a certeza que não perdemos tempo em época de ligações rápidas. Mas, se pensarmos bem, podemos não ter aprendido a esperar, tal como quando ligávamos o nosso modem de 56Kb, perdíamos a ligação e tentávamos, incessantemente, voltar a comunicar.

O segundo copo de vinho, vem trazer as metáforas bélicas que o Amor é perito em usar. Em You're The Storm somos um país que busca ser conquistado, que procura ser feliz mas cuja a sua história é feita de longas e tortuosas guerras. Apesar disso, acreditamos que é essa história que leva à conquista de fronteiras que se esbatem quando nos apaixonamos, formando um único, não perfeito, mas feliz, território.

Com uma edição dupla em vinil de 180 gramas, abrimos a segunda garrafa para colocarmos o segundo disco após termos observado as fotos do quinteto em grande formato. A seguir a um breve silêncio, For What It's Worth irresistivelmente remete-nos para uma manhã primaveril, sentimos uma esperança sem fundamento, mas que nos faz sorrir.  Terminamos com 03:45 No sleep e na terceira garrafa, sem que a conversa a dois tenha perdido sentido. Parece que, apesar de todas estas distrações, conseguimos comunicar melhor que nunca.

Long Gone Before Daylight vai perdurar, pela noite dentro ... com a mensagem do 4º álbum destes suecos simpáticos, que nos trouxeram, ao longo de vários anos, hits pop em filmes dramáticos, como Lovefool, conduções loucas em My Favourite Game e colaborações únicas como Burning Down the House com Tom Jones, e que já falámos num tempo em que este blog era ainda uma criança (lembras-te?).

Inglês / English

Through the half-deserted streets, with some cold mixed with a good dose of optimism, we walk home with The Cardigans and Long Gone Before Daylight reissued in a well-protected bag (one of those impulsive purchases that make perfect sense). We don't want one of the best albums ever to experience the joy of being touched by the turntable's needle.

Long Gone Before Daylight (the platinum No. 1 in Sweden) arrived here full of memories of finished, unfinished stories and others that were  just imagination. As we look directly at the cover, we feel that we are surrounded by friends in the warmth of a night of philosophical conversations and well-defined opinions, at Museu d'Avó, amidst the dim light of candles, tapas and glasses of red wine that never stop coming to the table under a chandelier.

Communication opens the discussion, right after the liquid has slipped into a glass, and in 2021 as in 2003, it continues to provide numerous questions about what it means to be in communication with another person. Between real and virtual calls, in which we are busy or absent, we connect and disconnect our calls and we want to make sure that we don't waste time in times of fast connections. But, if we think about it, we may not have learned how to wait, such as when we used to connected our 56Kb modem, we lost the connection and tried, incessantly, to communicate again.

The second glass of wine brings the warlike metaphors that Love is used to. In You're The Storm we are a country that seeks to be conquered, that seeks to be happy but whose history is made up of long and tortuous wars. Despite this, we believe that it is this story that leads to the conquest of borders that become blurred when we fall in love, forming a unique, not perfect, but happy, territory.

With a double edition on 180 gram vinyl, we open the second bottle to place the second disc after having seen the pictures of the quintet in large format. Following a brief silence, For What It's Worth irresistibly reminds us of a spring morning, we feel a hopeless hope, but one that makes us smile. We ended with 3:45 am No sleep and the third bottle, without the conversation between the two having lost any meaning. It seems that, despite all these distractions, we can communicate better than ever.

Long Gone Before Daylight will continue, into the night ... with the message of the 4th album of these nice Swedes, who brought us, over several years, pop hits in dramatic films such as Lovefool, crazy driving in My Favorite Game and collaborations as Burning Down the House with Tom Jones, and we talked about in a time when this blog was still a child (remember?).

Dedicado a / Dedicated to: Diana, my friend and reader, ich wünsche dir das Beste!

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 18:46

Daft Punk

Português/Portuguese

Que as segundas feiras são sempre portadores de dores de cabeça e de desejos de um fim de semana prolongado, já todos sabemos. Agora, ser a uma segunda feira em que temos a notícia de que um dos melhores duos de música electrónica de sempre terminam a sua actividade, na sala após o trabalho, já isso a torna ainda mais insuportável. We aren't Lucky!

Desde os trabalhos de casa (Homework) que a dupla parisiense composta por Guy-Manuel de Homem-ChristoThomas Bangalter  nos entreteu e pôs a cantar em loop Around the World em várias pistas de dança, ainda nos finais dos anos 90. Conseguiram, não só, dar credibilidade à música electrónica, como influenciar com o seu som french house / electrónica e catapultar para os tops inúmeros singles num conjunto de 4 álbums de estúdio e uma banda sonora. Um legado fascinante!

Digital Love torna-se, assim, numa história menos alegre quando sabemos, por toda a internet, que um dos nossos amores musicais, se vão separar. Afinal, também os robots, não acreditam no amor para sempre ... podemos pedir para voltarem One More Time?

English/ Inglês

Mondays are always bearers of headaches and long weekend wishes, and we all know that. Now, being on a Monday when we have the news that one of the best electronic music duos ever finish their activity, in the living-room after work, that already makes it even more unbearable. We aren't Lucky!

Since Homework, the Parisian duo comprised of Guy-Manuel de Homem-Christo and Thomas Bangalter have been entertaining us and made us start singing Around the World in loop on various dancefloors, even in the late 90s. Not only giving credibility to electronic music, but influencing with its french house / electronic sound and catapulting to the tops countless singles in a set of 4 studio albums and a soundtrack. A fascinating legacy!

Digital Love thus becomes a less joyful story when we know, across the internet, that one of our musical lovers, split up. After all, robots, too, do not believe in love forever ... can we ask for a return One More Time?

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 18:43

Let me re-, let me reintroduce myself
Case you forgot, no, I'm not records on your shelf

Português/Portuguese

Em 2021, após momentos de alguma energia bem negativa, reparamos que não somos aqueles que éramos em 2007, mas mantemos toda a nossa originalidade, com um travo bem mais clássico, qual vinho do Porto, qual quê? Mas será mudámos realmente? 

(Provavelmente,) NÃO! E ainda bem... não temos que, agora, ter medo da nossa originalidade e do que somos, pensamos, cremos e gostamos. Assim, Let Me Reintroduce Myself, em estilo que combina reggae, ska, pop é um sing-a-long que remete a tempos de pôr do sol, uma caipirinha e uma areia bem branca. Para além disso, prova que quando avançámos pelos anos da nossa vida,  reparamos que cada momento de lá atrás, ficou presente no nosso futuro (seremos sempre uns 90's kid?). Tal como Gwen Stefany, que dispensa apresentações, também nós passámos por momentos musicais apaixonantes bem diferentes, mas que nos fazem aquilo que somos hoje, pois tivémos aquelas histórias tristes de Cool e já dançámos até de manhã bem mais ricos do que estamos hoje ...

Em suma, o single que chegou ao #17 no Billboard US Digital Sales, apenas serve de aperitivo ao próximo álbum desta que vem, desde 1996, dizendo que era apenas uma menina (I'm Just A Girl), mas que soube, muito bem, como  transformar o mundo, quando se tornou a lenda urbana de Hollaback Girl.

Inglês/English

In 2021, after moments of some very negative energy, we noticed that we are not the ones we were in 2007, but we keep all our originality, with a much more classic taste, Port Wine, or what? But did we really change?

(Probably) NOT! And thankfully ... now, we don't have to be afraid of our originality and what we are, think, believe and love. Thus, Let Me Reintroduce Myself, in a style that combines reggae, ska, pop is a sing-a-long that refers to times of sunset, a caipirinha and very white sand. Furthermore, it proves that when we went through the years of our life, we noticed that every moment from there, was present in our future (will we always be some 90's kid?). Like Gwen Stefany, who needs no introduction, we also had very different passionate musical moments, but they make us what we are today, because we had those sad stories from Cool and we danced until the morning much richer than we are today ...

In short, the single that reached #17 on the Billboard US Digital Sales, only serves as an aperitif to the next album of this girl, who since 1996 has been saying that she is just a girl (I'm Just A Girl), but that she knew, very well, how to transform the world, when became the urban legend of Hollaback Girl.

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 19:16

electrcidade94cassette.jpg

Português/Portuguese
Hoje arrumamos o quarto e retiramos aquela caixa escondida ... (re)descobrimos que podemos sintonizar a 107.2 aka Rádio Cidade (mais tarde Cidade FM) e ouvir em fita de crómio. Esta era a rádio que acompanhou a adolescência da geração dos anos 90, com jingles inimaginavéis e programas diversificados e divertidos. Afinal, quantos é que esperavam com a cassete pronta na aparelhagem para gravar um desses programas?

Electricidade era um dos que se ouvia religiosamente, à espera das músicas de dança mais cool, que estavam nos Tops Internacionais e que iriam alegrar a nossa tarde. Aliás, o programa foi tão famoso que teve a sua primeira compilação em 94 (em CD, Cassete e Vinil) a atingir o primeiro lugar do Top de vendas em Portugal, e as seguintes editadas até 2004. À hora certa, ouvíamos o raio electrico e o famoso “Ahhh Electricidade” e sabíamos que íamos ouvir Rhythm Of The Night (Corona), Saturday Night (Whigfield), Luv 4 Luv (Robin S) ou Let The Beat Control Your Body (2 Unlimited) ... qualidade musical ou não, isso é irrelevante. Aliás, os bons momentos que estas compilações trouxeram em bailes de garagem e festas na escola são, por si só, memórias a guardar e que vamos poder recordar em Love The 90s agora em Maio.
Provavelmente, vais espirrar com o pó deste post e ver que o (Novo) Acordo Ortográfico ficou deveras nervoso .... mas afinal, é não é um #throwbackthursday?

Viaja no tempo ... Carrega Play!

 

English/Inglês
Today we tidy the room and take out that hidden box ... we find out (again) that we can almost tune in to 107.2 aka Rádio Cidade (later Cidade FM) and listen to music on a chromium tape. This was the radio station that accompanied Portuguese teenagers in the 1990s, with unimaginable jingles and diversified and entertaining programs. After all, how many of you were waiting but ready to record them?

Electricidade was one of those programs we listened religiously, waiting for the dance songs that were in the International Charts and that would brighten up our afternoon. In fact, the program was so famous that it had its first compilation in 94 (on CD, Cassette and Vinyl) to reach the first place of the Sales Charts in Portugal, and the following ones were released until 2004. At the right time, we would listen to the electric ray and the famous "Ahhh Electricidade" and we knew we were going to listen to Rhythm Of The Night (Corona), Saturday Night (Whigfield), Luv 4 Luv (Robin S) or Let The Beat Control Your Body (2 Unlimited) ... music quality aside, as it is irrelevant. In fact, the good times that these compilations have brought in garage balls and school parties are, by themselves, memories to keep and we are going to revive in Love The 90s in May.
You will probably sneeze with the dust that this post brings and see that the (New) Spelling Agreement got really nervous .... but after all, is it not a #throwbackthursday?
Travel in time ... Press Play!
(Translation note: Electricidade now written as Eletricidade)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 10:15

Robin S wants Luv 4 Luv in 2009

by perplex3r, em 16.08.09

 

English

   
Português

Show Me Love introduced Robin S to the world and the love anthem was followed by the release of Luv 4 Luv in 1993, also included on the album Show Me Love and remixed by Stonebridge.
After being revisited in 2002 by dj Tonka, Champion Records released new mixes for 2009 with versions more trance alike by Pagano, with classic house characteristics with breaks and pianos in the remix by Soulshaker, who has already released Shame Shame Shame with Cece Peniston and also the version by GRN, with strong and dark beats. What’s missing on this release? Stonebridge, as his version is still fresh and sassy and is able to offer great moments on the dancefloor.
After Show Me Love with Steve Angello and Laidback Luke and the collaboration with Alfred Azzetto on Near The Ocean (No Turning Back), Robin S is back to the best clubs, as her voice, her passion for music and her ability to offer memorable live performances are more than reasons to label her as a House Diva, like Lolleatta Holloway, Adeva and Jocelyn Brown.

 

 

 

 

Show Me Love introduziu ao mundo a voz da americana Robin S e após o hino de amor seguiu-se em 1993 a edição do single Luv 4 Luv também incluído no álbum Show Me Love e remisturado por Stonebridge.
Após ser revisitado em 2002 por dj Tonka, a Champion Records edita novas remisturas para 2009 com versões mais trance como a de Pagano, com características de classic house em que não faltam breaks e pianos na remistura de Soulshaker, que já editou Shame Shame Shame com Cece Peniston e ainda o remix de GRN, com batidas mais fortes e dark. O que falta nesta edição? Stonebridge, uma vez que a sua versão ainda continua fresca, actual e é capaz de oferecer grandes momentos nas pistas de dança.
Após Show Me Love com Steve Angello e Laidback Luke e a colaboração com Alfred Azzetto com Near The Ocean (No Turning Back), Robin S volta às melhores discotecas, pois a voz, a paixão pela música e a sua capacidade de proporcionar actuações ao vivo memoráveis, são mais do que razões para entender o facto de ser apelidada de House Diva e se juntar, assim, a Lolleatta Holloway, Adeva e Jocelyn Brown.

Tracklist:
1.
Luv 4 Luv Pagano Vocal Remix (7:20) Ouvir/Listen

2. Luv 4 Luv Pagano In London Dub (8:11)

3. Luv 4 Luv Soulshaker Remix (7:26) Ouvir/Listen

4. Luv 4 Luv GRN Club Mix (7:03) Ouvir/Listen

* Download @ Champion Records
Links refer to Champion Music Shop

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 15:24

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


text me

back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!




Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 




Tradutor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds