Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



cry me a river ... não quero saber!

by perplex3r, em 17.03.21

Cry me a River

to tell a moaning person to shut up and that you dont care.
(source: Urban Dictionary)

 

Português/Portuguese

Quando a semana ainda vai a meio, assim como aqueles papéis mal organizados em cima da mesa, com todos os post its cheio de anotações, agendas repletas de riscos e de palavras mal desenhadas, não é possível, num belo dia de sol e de calor quase primaveril, estragarmos a alegria que sentimos com coisas sem sentido.

Cried Me a River, apesar de escrito no passado, é um sentimento bem presente com uma letra melodiosa que nos reporta a campos onde vemos desabrocharem flores de esperança. Não devemos nos importar sempre com tudo que nos dizem, não devemos sequer sentir dor de quem não quer ser ajudado ou, até mesmo, de quem usa uma certa chantagem sensual para agarrar o nosso olhar e nos fazer deixar de ver.

Jersey St, neste conto de vocal house, atinge essa maturidade que, para muitos, demora anos a desenvolver, mas que é perfeitamente atingível com toda a nossa história de vida.Tal como a vida, existem aqui duas edições neste 12", a versão vocal house, com a história bem contada à nossa frente e a versão dub, que mais não é que uma versão instrumental para nós escrevermos momentos da nossa história num banco de jardim ou num passeio junto ao mar...

Ou, neste momento, na varanda com uma lata de Super Bock fresquinha debaixo do silêncio da noite!

 

English/Inglês

When the week is still in the middle, as well as those badly organized papers on the table, with all the post its full of notes, diaries full of risks and badly drawn words, it is not possible, on a beautiful spring day of sun and heat, spoiling the joy we feel with meaningless things.

Cried Me a River, despite written in the past, is a very present feeling with melodious lyrics that takes us to fields where we see flowers of hope blooming. We shouldn't always care about everything they tell us, we shouldn't even feel pain from those who don't want to be helped or even from those who use a certain sensual blackmail to grab our gaze and make us stop seeing things.

Jersey St, in this vocal house tale, reaches that maturity that, for many, takes years to develop, but which is perfectly attainable with our entire life story. Like life, there are two editions in this 12" , the vocal house version with the story well told in front of us and the dub version, which is nothing more than an instrumental version for us to write moments of our history on a garden bench or on a walk by the sea ...

Or, right now, on the balcony with fresh can of Super Bock under the silence of the night!

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 20:53

The Cardigans - Long Gone Before Daylight (Original Pictures)

Português/Portuguese

Pelas ruas meia desertas,com algum frio à mistura e uma boa dose de optimismo, caminhamos para casa com The CardigansLong Gone Before Daylight reeditado num saco bem protegido (uma daquelas compras impulsivas que fazem todo o sentido). Não queremos que um dos melhores álbuns de sempre não conheça a alegria de ser tocado pela agulha do gira-discos.

Long Gone Before Daylight (o platinado nº1 na Suécia) chegou aqui a casa cheio de  memórias de histórias terminadas, inacabadas e outras que não passaram apenas de imaginação. Ao olharmos directamente para a capa, sentimos que estamos rodeados de amigos no aconchego de uma noite de conversas filosóficas e de opiniões bem vincadas, no Museu d'Avó, por entre a penumbra das velas, das tapas e copos de vinho tinto que não param de chegar à mesa debaixo de um candelabro.

Communication abre a discussão, logo após o líquido ter deslizado para dentro de um copo, e, em 2021 tal como em 2003, continua a fornecer inúmeras questões sobre o que significa estar em comunicação com outro. Por entre ligações reais e virtuais, em que estamos com a função ocupado ou ausente, ligamos e desligamos as nossas ligações e queremos ter a certeza que não perdemos tempo em época de ligações rápidas. Mas, se pensarmos bem, podemos não ter aprendido a esperar, tal como quando ligávamos o nosso modem de 56Kb, perdíamos a ligação e tentávamos, incessantemente, voltar a comunicar.

O segundo copo de vinho, vem trazer as metáforas bélicas que o Amor é perito em usar. Em You're The Storm somos um país que busca ser conquistado, que procura ser feliz mas cuja a sua história é feita de longas e tortuosas guerras. Apesar disso, acreditamos que é essa história que leva à conquista de fronteiras que se esbatem quando nos apaixonamos, formando um único, não perfeito, mas feliz, território.

Com uma edição dupla em vinil de 180 gramas, abrimos a segunda garrafa para colocarmos o segundo disco após termos observado as fotos do quinteto em grande formato. A seguir a um breve silêncio, For What It's Worth irresistivelmente remete-nos para uma manhã primaveril, sentimos uma esperança sem fundamento, mas que nos faz sorrir.  Terminamos com 03:45 No sleep e na terceira garrafa, sem que a conversa a dois tenha perdido sentido. Parece que, apesar de todas estas distrações, conseguimos comunicar melhor que nunca.

Long Gone Before Daylight vai perdurar, pela noite dentro ... com a mensagem do 4º álbum destes suecos simpáticos, que nos trouxeram, ao longo de vários anos, hits pop em filmes dramáticos, como Lovefool, conduções loucas em My Favourite Game e colaborações únicas como Burning Down the House com Tom Jones, e que já falámos num tempo em que este blog era ainda uma criança (lembras-te?).

Inglês / English

Through the half-deserted streets, with some cold mixed with a good dose of optimism, we walk home with The Cardigans and Long Gone Before Daylight reissued in a well-protected bag (one of those impulsive purchases that make perfect sense). We don't want one of the best albums ever to experience the joy of being touched by the turntable's needle.

Long Gone Before Daylight (the platinum No. 1 in Sweden) arrived here full of memories of finished, unfinished stories and others that were  just imagination. As we look directly at the cover, we feel that we are surrounded by friends in the warmth of a night of philosophical conversations and well-defined opinions, at Museu d'Avó, amidst the dim light of candles, tapas and glasses of red wine that never stop coming to the table under a chandelier.

Communication opens the discussion, right after the liquid has slipped into a glass, and in 2021 as in 2003, it continues to provide numerous questions about what it means to be in communication with another person. Between real and virtual calls, in which we are busy or absent, we connect and disconnect our calls and we want to make sure that we don't waste time in times of fast connections. But, if we think about it, we may not have learned how to wait, such as when we used to connected our 56Kb modem, we lost the connection and tried, incessantly, to communicate again.

The second glass of wine brings the warlike metaphors that Love is used to. In You're The Storm we are a country that seeks to be conquered, that seeks to be happy but whose history is made up of long and tortuous wars. Despite this, we believe that it is this story that leads to the conquest of borders that become blurred when we fall in love, forming a unique, not perfect, but happy, territory.

With a double edition on 180 gram vinyl, we open the second bottle to place the second disc after having seen the pictures of the quintet in large format. Following a brief silence, For What It's Worth irresistibly reminds us of a spring morning, we feel a hopeless hope, but one that makes us smile. We ended with 3:45 am No sleep and the third bottle, without the conversation between the two having lost any meaning. It seems that, despite all these distractions, we can communicate better than ever.

Long Gone Before Daylight will continue, into the night ... with the message of the 4th album of these nice Swedes, who brought us, over several years, pop hits in dramatic films such as Lovefool, crazy driving in My Favorite Game and collaborations as Burning Down the House with Tom Jones, and we talked about in a time when this blog was still a child (remember?).

Dedicado a / Dedicated to: Diana, my friend and reader, ich wünsche dir das Beste!

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 18:46

#throwbackthursday with some Kandi!

by perplex3r, em 30.03.17

disco heaven vinil 2.jpg

Português / Portuguese

Alguns Kandi(es) bem doces para esta quinta feira. Aqui por casa, (re)descobrimos umas das edições em vinil da uma compilação da editora Hed Kandi, também ela já presença habitual neste blog, principalmente nos meses de verão. Disco Heaven 02.02 é a banda sonora para o nosso céu, em que o disco se mistura com as batidas de dança e com o denominado disco-house,presente no filme Studio 54, repleto de refrões e vozes de Ultra Naté, Shelley Nelson, Amber e do inconfundível Tunde (Lighthouse Family). Um total de 8 temas em versão extended enchem esta edição em vinil e são nada mais, nada menos, que um sample à compilação editada em CD.
Para tornar esta viagem pelas nuvens ainda mais memorável, contamos com remisturas do sueco Stonebridge para And It Hurs de DaYeene, do nova iorquino Kenny Dope para Believe de  Nathan Haines e do francês François Kervokian para High dos Lighthouse Family, ele que também remisturou o delicioso e épico Forever More dos Moloko.
Basicamente, para fruir esta edição dupla do LP ao máximo, basta preparar uma bebida fresca, cheia de hortelã e com um travo de gin ou martini, levantar a agulha e pousá-la na primeira faixa. Depois disso, encher a varanda com os amigos, deixar o sol brilhar e, já que amanhã é sexta feira, fazer um brinde ao fim de semana. Saúde!

 

English / Inglês
Some very sweet Kandi(es) for this Thursday. Here at home, we (re)discovered one of the vinyl editions of a compilation from the label Hed Kandi, also a usual presence in this blog, mainly in the summer. Disco Heaven 02.02 is the soundtrack to our heaven, in which disco is mixed with the dance beats and with the so-called disco-house,featured on the film Studio 54, filled with choruses and voices from Ultra Naté, Shelley Nelson, Amber and the unmistakable Tunde (Lighthouse Family). A total of 8 tracks  in extended versions fill this edition in vinyl and are nothing more, nothing less, than a sample to the compilation edited in CD.
To make this journey through the clouds even more memorable, we have remixes by the Swedish Stonebridge for DaYeene's And It Hurs, by the New Yorker Kenny Dope for Believe by Nathan Haines and by the Frenchman François Kervokian for High by the Lighthouse Family, who also had remixed Moloko's delicious and epic Forever More.
Basically, to enjoy this double edition of the LP to the max, just prepare a fresh drink, full of mint and taste of gin or martini, lift the needle and put  it on the first track. After that, fill the porch with friends, let the sun shine and, since tomorrow is Friday, make a toast to the weekend. Cheers!

17577633_10206556245903619_910678282_n.jpg
1.
Stars on 54 If You Could Read My Mind (Original Club Mix)

2. Jask - Beautiful (Jask's Original Mix)

3. DJ Antoine feat. Eve Gallagher - Take It Or Leave It (Extended Mix)

4. Stefano Gamma - Reachin' (Stefano Gamma Tribute Mix)

5. Andrea De' Medici AKA 24 H - More Love (Original Edit)

6. Nathan Haines - Believe (Kenny Dope Remix)

7. DaYeene - And It Hurts (Stone's 2001 12'' Mix)

8. Lighthouse Family - High (François K Vocal 12'' (Pt. 1 & 2))

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 11:08

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


text me

Tradutor/Translator


back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!




Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 

158228775_799677383988548_6468362411738584546_n.jp




Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds