Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Justice & Pacific! ... DVNO Lips!

by perplex3r, em 28.03.08

(Português/Portuguese)

Hot Lips é o que dificilmente se encontra naquela saída nocturna de fim-de-semana, mas que, quando se vê e se observa aquele mordiscar não se consegue para de pensar neles! É com esta permissa que Pacific! nos apresenta este single espectacular, que mistura um ritmo electrónico lento, sem muitos floreados, com uma voz masculina e cujo o video foi nomeado para o Swedish MTV Grammis (sim, com i) Awards! Mais uma vez a Moshi Moshi Records consegue surpreender, dado que Au Revoir Simone e Pacific! mostram-se como duas grandes apostas conseguidas internacionalmente!
O duo francês Justice composto por Xavier de  Rosney e Gaspar Augé, depois de nomeados para Best Electrónica Album, Best Dance Recording e Best Vídeo com o tema D.A.N.C.E nos Grammys, apresentam um novo single DVNO, que significa Divino, pois segundo Xavier de Rosney "In every suburb of the world, in every city, there's always a nightclub called El Divino... Clubs where you have to wear like a white shirt to get in.” (Wikipedia).  Contudo, embora se apresente como uma aposta de peso para os Club Charts desse mundo fora e tenha a colaboração de Mehdi Pinson dos Scenario Rock, não será tão original e catchy como D.A.N.C.E, e talvez não atinja o topo como o single anterior. Apesar disso, este grupo revolucionário de electro house com influências rock promete deliciar qualquer apaixonado pela electrónica, cada vez que DVNO esteja a rodar nas cabines de dj.
O início do fim-de-semana não poderia ser melhor e, enquanto esperam por aqueles DVNO Hot Lips vermelhinhos e apetecíveis sempre podem ouvir o que de melhor há na electrónica aqui no Back To Music, Love & Lifestyle.
(English/Inglês)
Hot Lips are hard to find on that great party at the weekend but once one sees those little bites one cannot stop thinking about them! Thinking about this Pacific! presents this stunning single, in which they mix a simple, soft and low rhythm with a male voice, with the video nominated for the Swedish MTV Grammis (yes,with an i)! Once again, Mushi Mushi Records surprises us, as Au Revoir Simone and Pacific! are two great international acts from this label!
The French duo Justice comprised by Xavier de Rosney and Gaspar Augé, after being nominated for the Grammys in the categories of Best Electronica Album, Best Dance Video and Best Video with D.A.N.C.E., present the new single DVNO, that means Divine, as in Xavier de Rosney words : "In every suburb of the world, in every city, there's always a nightclub called El Divino... Clubs where you have to wear like a white shirt to get in.” (Wikipedia).  However, and even if it is a great bet for all the Club Charts around the globe and Mehdi Pinson from the Scenario Rock borrowed his voice for this track, it is not as original or catchy as D.A.N.C.E and perhaps will not conquer the top positions as the previous single. Nevertheless, this revolutionary electro house duo with rock influences promise to delight all electronica lovers, every time DVNO is played by the dj.
The beginning of the weekend couldn’t be better and, while you wait for those red and desirable DVNO Hot Lips, you can listen to the best electronica tunes here at Back To Music, Love & Lifestyle.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Kosheen causes Damages!

by perplex3r, em 24.03.08

  

(Português/Portuguese)
Kosheen continuam a surpreender no mundo da electrónica, mesmo depois do estrondoso e difícil de igual hit remisturado por John Creamer e Stephanie K que provocou orgasmos psicológicos a todos os amantes da música electrónica. Exactamente, nada mais nada menos que Hide U (2001) (2ºvídeo) , que perdurou durante muito tempo nos leitores de cd um pouco por todo o mundo. Depois de Resist, o primeiro álbum seguiu-se Kokopelli que, embora menos conhecido ao nível de singles, em que se destaca All In My Head, conseguiu a proeza de se posicionar no nº6 no UK Álbum Charts. A isso deveu-se ao facto de que, ao contrário do que se podia encontrar em Resist, em Kokopelli era possível encontrar letras mais profundas e ritmos mais rock do que o drum’n’bass que perdurava no primeiro álbum.
Agora, com uma tour pela Europa, os Kosheen andam a apresentar Damage (2007) do qual saíram dois singles que conseguiram fundir os ritmos de Resist e a profundidade das letras de Kokopelli, nomeadamente Overkill (1ºvídeo) e Guilty. Desta forma, temos um 2 em 1, em que sentimos os sintetizadores e as letras na voz de Sian. É por isso que a crítica tem sido unânime ao admitir que este é um álbum muito interessante, bem conseguido e soberbo. Contudo, nem tudo são boas notícias, uma vez que não está agendado nenhum concerto em terras lusas, mas se viajarem pela Europa este Verão será possível ir ouvir a grande voz de Sian Evans enquanto bebem uma vodka bem gelada.
Em conclusão, se procurarem o significado no dicionário de Overkill encontram o seguinte:
Overkill: excessivo uso de, cujo impacto ou efeito é reduzido. Mas não é isso que vão sentir,pois irão estar completamente rendidos a esta nova sonoridade (r)evolucionária de Kosheen!
 
 
(English/Inglês)
Kosheen continue to surprise the electronic world after their astonishing and difficult to compare hit remixed by John Creamer and Stephanie K that caused psychological orgasms to all electronic music lovers, that is, of course,  Hide U (2001) (2sd video) that lasted for a very long time in all cd players all around the world. The first album Resist was followed by Kokopelli and, even though it got to number 6 in the UK Album Chart, it had less well-known singles, but we can point out the great single All in My Head. That happened due to the fact that in opposition to the first album, in Kokopelli one find more rock influences rather than the drum’n’bass beats present in Resist  more well writen lyrics. 
Now, in a European Tour, Kosheen are presenting Damage (2007), from which two singles were released, namely Overkill (1st video) and Guilty. In that way, we have 2 things in 1, as we feel the synthesizers together with great lyrics in Sian’s voice.  Those are the reasons why the critics are unanimous in saying that this is an interesting, well accomplished and superb album. However, those are only the good news, as they don’t have any concert planned in Portugal, but if you travel in Europe this summer you might be able to listen to the great voice of Sian, while you drink cold vodka.
In conclusion, if you look for the meaning of Overkill in the dictionary you will find:
Overkill: excessive use of, so that its impact or effect is reduced. But that’s what you will not feel while you listen to Kosheen’s (r)evolutionary sound.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dahlbäck...another swedish export!

by perplex3r, em 27.01.08

(Português/Portuguese )
Não possível de negar que a Suécia é capaz de exportar grandes talentos, e não podemos falar só na música pop com Abba , Ace Of Base ou Robyn . Se nos lembrarmos de Stonebridge (remisturou Robin S) que é um dos melhores deejays oriundos deste país frio, podemos agora adicionar o rapaz de 18 anos que está a fazer furor na cena electrónica...nada mais nada menos que John Dahlbäck cujo tema Blink não pára de tocar em rádios, discos ...e no meu leitor portátil. Depois de se apaixonar pela música de dança através do seu primo Jesper Dahlbäck , este jovem começou a produzir música. No caso deste novo produtor, a idade não é nada mais que um número, uma vez que ele já conta com um grande número de temas e Eps editados. Aqui fica o vídeo de Blink , que promete rebentar com as pistas de dança e se calhar com os tímpanos de quem pode ter um orgasmo psicológico ao ouvir este tema puramente electrónico e contagiante.
Ouve...com prazer!

 

 

(English /Inglês) 

One cannot deny the fact that Sweden can export great musicians, and we cannot only talk about pop music wonders like Abba, Ace Of Base or Robyn. If we remember Stonebridge (remixed Robin S), one of the best deejays and producers from this cold country, one can add now a eighteen-year-old guy that is causing a buzz in dance music...namely John Dahlbäck whose single Blink is being played non stop on radios, discos...and on my portable mp3. In this case, age ain’t nothing but a number, as he has already released a bunch of songs and Eps,influenced by his cousin Jesper Dahlbäck. Here you have the video of Blink, an electronic and contagious single that promises to take the dancefloor by storm and, perhaps, burst your ears and provoke a psychological orgasm.
Listen…with pleasure!

John Dahlbäck - Blink

Autoria e outros dados (tags, etc)

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!


Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 





subscrever feeds