Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Afterlife's Electrosensitive Out Now!

by perplex3r, em 19.07.09

Go to Defected.com Get These Tracks Get This Player

 

English

   
Português

We often have asked how life after death would be and we can describe it as sentimental, melancholic, funny, calm, relaxing, among other adjectives. Therefore, using these words is how  we can classify the chillout productions by Steve Miller.
Electrosensitive is the fifth album and it contains all we can wish for our Summer Original Soundtrack, and more. Still with some tracks that represent the so called balearic chillout explored on Simplicity, and in here present in This Earth, Half Time and Sunfish, we also have other house and tech house moments, always accompanied with acoustic guitars, soulful voices and unique surroundings, namely in Nation Dobro, with Chris Coco, and Attitude.  In addition to these amazing sunset moments, we should also point out the danceable track A Feeling, which describes the World that surrounds us and the collaboration with Sharon Musgrave in Fantasy and Juanita Grande in the enchanting Faraway.
To sum up, the combination of soul, jazz, disco and dub with electronica make Afterlife’s Electrosensitive his “best piece of work to date” (defected.com).
 

 

Já muitas vezes nos questionamos como será a vida após a morte e podemos descrevê-la como sentimental, melancólica, divertida, calma, relaxante, entre muitos outros adjectivos. Será assim, com estas palavras, que podemos classificar as produções de chillout electrónico de Steve Miller.
Electrosensitive é o quinto álbum que contem tudo o que podemos desejar para a nossa Banda Sonora de Verão, e muito mais. Ainda com algumas faixas que representam o denominado balearic chillout muito explorado no álbum Simplicity, e aqui em This Earth, Half Time e Sunfish, temos também outros momentos de house e tech house sempre acompanhados de guitarras acústicas, vozes sentidas, e de um ambiente envolvente único, nomeadamente com National Dobro, com Chris Coco, e Attitude. Para além destes grandes minutos de pôr de sol, salienta-se ainda o tema dançante A Feeling, que descreve o Mundo que nos rodeia e a colaboração com Sharon Musgrave em Fantasy  e Juanita Grande no encantador Faraway.
Em suma, esta combinação de soul, jazz, disco e dub com electrónica  fazem de Electrosensitive de Afterlife o seu “best piece of work to date” (defected.com).

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 19:08

  

English

   
Português

Wilkommen in der Welt von Danny!
(Welcome to Danny's World)
Weltreise means a travel around the world and like Schiller, the German group of electronic music, in an album with the same name, Danny Ocean presents a great musical variety inside this genre. If the chillout is only present in Dschungel (Jungle), in which it seems that we are surrounded by trees in adventures like Hercules, the electro is the lion’s share and in English (for those who think that hear German is already too much!).
We set off with Arabien (Arabia), which introduces us the evolving path we are going to tread. Winternacht (Winter night) makes us feel the cold wind with the sound of piano provoking some strange sensations, as well as Brise (Breeze) and Wasser (Water), which contain several samples, involving bass and a soft beat. One should also point out the fantastic Umkehr (Reversion), which recalls us Herbert's remix for Hoping and fits well in a set in any alternative club, and M.E.M. with those great deep tones for 4 a.m. when there is a lot of black vodka in the stomach.
To sum up, if Genug means sufficiently and in this album the track tells us this should be played in high volume! it is what we are obliged to do in this travel around the electronic German World.

 

Wilkommen in der Welt von Danny!
(Bem-vindos ao Mundo de Danny)
Weltreise significa uma viagem à volta do mundo e tal como Schiller, o grupo de música electrónica alemão, num álbum com o mesmo nome, Danny Ocean apresenta uma grande variedade musical dentro do género. Se o chillout está apenas em Dschungel (Selva), em que parece que estamos rodeados de árvores em aventuras como Hércules, o electro está em grande e em inglês (para aqueles que acham que ouvir alemão já é demais!).
Partimos nesta descoberta com Arabien (Arábia), que nos introduz o percurso envolvente que vamos trilhar. Winternacht (Noite de Inverno) faz-nos sentir o vento frio ao som de piano provocando algumas sensações estranhas, tal como Brise (Brisa) e Wasser (Água), que contêm vários samples, uma bass envolvente e batida leve. Salienta-se também o fantástico Umkehr (Reversão), que nos relembra a remistura de Herbert para Hoping e que ficará bem num set em qualquer club alternativo, e ainda  M.E.M. com aqueles martelinhos óptimos para quando são 4 da manhã e há muita vodka preta no estômago.
Em suma, se Genug significa suficiente e neste álbum a faixa diz-nos que this should be played in high volume! é isso que somos obrigados a fazer nesta viagem à volta do Mundo electrónico alemão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 20:12

chilltronica with Blank & Jones!

by perplex3r, em 28.01.09

 (Português/Portuguese) 

Pieter Blank and Jaspa Jones, mais conhecidos por Blank & Jones, são um dos maiores nomes da música electrónica alemã. Apesar das suas produções serem maioritariamente voltadas para o trance/electro, conseguem cativar outros fans ao editarem 3 cd’s denominados Relax, com influências downtempo e chillout.  
Provando que não se limitam a um género apenas, para quem admira aqueles momentos introspectivos, os Blank & Jones apresentam Chilltronica, um novo conceito de chillout numa compilação com nomes sonantes como Erlend Oye, Depeche Mode, Bliss e Lulu Rouge. Se depois do Verão os sons baleares de guitarras acústicas e músicas frescas se tornam um tanto ao quanto fora do contexto, Chilltronica apresenta melodias mais escuras e melancólicas.
Desta forma, este cd pode muito bem ser descrito numa frase apenas: a perfeita “late night music for (our) cold winter days”. Por isso, para sentir o Inverno em todo o seu esplendor…ouve!
  
(English/Inglês) 
Pieter Blank and Jaspa Jones, known as Blank & Jones, are one of the biggest names of German electronic music. Although their productions are mainly trance/electro, they can also capture other fans by releasing 3 cd’s named Relax, with downtempo and chillout influences.
Proving that they aren’t stick to just one genre and for those listeners who admire more introspective moments, Blank & Jones present Chilltronica, a new concept of chillout in a compilation containing big names such as Erlend Oye, Depeche Mode, Bliss and Lulu Rouge. If after the Summer the balearic sounds and fresh songs are completely out of context, Chilltronica presents more dark and melancholic melodies.
As a result, this can be just said in a simple sentence: the perfect “late night music for (our) cold winter days”.  Therefore, in order to feel the Winter in its splendour…listen!

 

1. Antonymes - Grotesquely beautiful   
2. Blank & Jones wih Claudia Brucken - Don't stop  3. Bliss - Unanwered letters  4. Michael Rother - Morning after (Loneliness) 
5. Spooky - Shelter (Slow Phase) 
6. Infantjoy feat. Sara Nixey - Ghosts  
7. Marconi Union - Hinterland 
8. The Grid - Floatation (Subsonic Grid Mix) 
9. Bdum Bdum Sound - The 7 solution 
10. Erlend Oye - Ghost train 
11. Trolle Siebenhaar - Shortcuts (Lulu Rouge Remix)  12. Lulu Rouge - Melankoli 
13. Sally Shapiro - Sleep in my arms (Between Interval Remix) 
14. Depeche Mode - Waiting for the night 
15. Johan Agebjorn - Zero gravitation (Beatless Mix) 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 20:18

Kate Nash ... new Mouthwash brand!

by perplex3r, em 22.02.08

(Português/Portuguese)

Kate Nash é um um dos Refrescos Musicais de 2007, com temas sentimentalmente originais, divertidos e verdadeiros. Com isto, esta jovem de 22 anos faz com que Phoeby da série Friends tenha uma rival no título "The Girl that sings about the truth. Comparada com  Lily Allen, muito devido à estrutura das suas canções em estilo de contador de histórias, e com a russa Regina Spektor, Kate Nash continua a surpreender ao longo de um álbum repleto de temas que dizem aquilo que muitas vezes pensamos, mas nem sequer ousamos dizer, com o uso de uma inocência alegre e com aquela mistura de sotaques britânicos. Um desses exemplos é a canção Shit Song ou Dickhead, em que não há qualquer pudor em afirmar o que pensa. Para além disso há ainda que salientar as canções Skeleton Song (uma das minhas favoritas), que retrata a relação da autora com um esqueleto ou ainda a o fantástico single que atingiu o nº 2 em Inglaterra Foundations. Esta onda de originalidade valeu-lhe uma nomeação para os Grammy e consequentemente a arrecadação do título de Best Female Act, para juntar ao BRIT Award que recebeu de Best Female Solo Artist. A Tour já começou este mês no Reino Unido, mas não pensem que é para ficar por aqui, uma vez que o novo single Merry Happy irá ser editado em Março e Nash já está a preparar o seu segundo álbum, tendo já escritas duas canções: Paris e Doo Wah Doo.

Para se divertirem, sorrirem e se prepararem para o fim-de-semana, aqui fica o vídeo de Foundations e alguns temas retirados do álbum que atingiu o nº1  Made Of Bricks, incluindo Mouthwash, Pumpkin Soup e Mariella.

 

 

(English/Inglês)

Kate Nash is one of the 2007 Musical Refreshements, with songs that are original, funny and true. With these facts, she competes with Phoebe from Friends for the title The Girl That Sings the Truth. Many times compared to Lily Allen, due to her story-telling song structure, and to Regina Spektor, Nash keeps on surprising everyone throughout her album by saying what we think, but are not capable of saying, using a little bit of happy irony and different British accents. Two of these examples are the tracks Shit Song and Dickhead, as she has no problem saying what she thinks of. One should notice the track Skeleton Song (one of my favourites) in which she tells the story about her relationship with her friend Skeleton and also the number 2 single Foundations.  This wave of originality made her won the Brit Award for Best Female Solo Artist and a Grammy for Best Female Act. Her UK tour has started, her new single Merry Happy will be released in March,  she is preparing her second album and has already written two tracks for it: Paris and Doo Wah Doo.
In order for you to have fun, laugh and prepare yourself for the weekend, here you have the video of Foundations and some tracks taken from the nº1 album Made Of Bricks, which includes Mouthwash, Pumpkin Soup and Mariella.
.

Autoria e outros dados (tags, etc)

published at 17:06

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!



@bout me

foto do autor


text me

back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!




Blogs Portugal

Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 




Tradutor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.