Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Source: lifemusic.ru

 ...Sometimes, you don't even have the time to realize
what is happening to your life,
that it has already happened...
the world moves too fast...
let's recapture the essence of time.
(Robert Miles)

 

Português/Portuguese
A 9 de Maio de 2017 desaparece em Ibiza Robert Miles, o produtor italo-suiço que revolucionou a música de dança a meio da década de 90 com o seu som dream house, mais tarde, denominado dream trance em que as batidas fortes são acompanhadas por piano. Foi com Children (5 milhões de singles vendidos) que alcançou este feito quando rebentou as charts pelo mundo fora, com um impressionante número 1 em mais de doze países, mais de 13 semanas em número 1 na Eurochart Top 100  e influenciou as produções electrónicas nos anos seguintes.
Para além disso, a história que está por detrás desta sua aventura electrónica, a que levou a criar Children e o álbum Dreamland, que contém Fable e One & One (feat. Maria Nayler), é deveras interessante e torna-o não só num músico especial mas também num deejay  consciente do que se passa(va) na club/rave culture (na época). Devido ao crescente número de mortes aos sábados em que proliferavam cada vez mais discotecas com  excessos de álcool (e não só), a polícia italiana chegou mesmo a indicar estes acontecimentos como um flagelo. É certo que o público saía eufórico, ainda com energia ou com sono e, irresponsavelmente, pegava no volante e conduzia até casa após horas de música repetitiva e eufórica e  Robert Miles pretendeu acalmar os ânimos nos finais dos seus sets, quase como trazer uma sensação de relaxamento e calma após os excessos. É certo que a consciência da importância da vida é de cada um, mas é quase como seguir o lema de que para qualquer problema se todos contribuirmos podemos criar soluções, aliás a medida foi até  aprovada  pelas autoridades italianas.
Após cinco álbums dizemos, então, um até já e um OBRIGADO, por todas as melodias de piano, pela mistura com o jazz, o progressive house e chillout que nos proporcionou tantos momentos únicos nas pistas de dança, nas viagens longas de carro e nas festas ao ar livre. A música faz-nos sonhar e como Miles escreveu um dia, o mundo mexe-se rapidamente e, por isso, talvez devemos todos alcançar os nossos sonhos, lutar por eles e celebrar a vida.
R.I.P. Robert Miles!


English/Inglês
On May 9, 2017 Robert Miles passed away in Ibiza, the Italian-Swiss producer who revolutionized dance music in the mid-90s with his dream house sound, later called dream trance in which the strong beats are accompanied by piano. It was with Children (5 million singles sold) that he achieved this feat when it broke the charts around the world, with an impressive number 1 in more than twelve countries and more than 13 weeks in number 1 in the Eurochart Top 100 and influenced the electronic productions in the years that followed.
In addition, the story behind his electronic adventure, which led to the creation of Children and the album Dreamland, which contains Fable and One & One (feat. Maria Nayler), is very interesting and makes him not only a special musician but also a conscious deejay about what was(is) happening in the club/rave culture (at that time). Due to the growing number of deaths on Saturday nights when more and more discos were being opened with alcoholic excesses (and not only that), the Italian police even indicated these events as a scourge. Certainly the audience left them euphoric, still energetic or sleepy, and irresponsibly took the wheel and drove home after hours of repetitive and euphoric music and Robert Miles intended to calm the moods in the end of his sets, almost like bringing a sensation of relaxation and calm after all the excesses. Certainly the audience left them euphoric, still energetic or sleepy, and irresponsibly took the wheel and drove home after hours of repetitive and euphoric music and Robert Miles intended to calm the moods in the end of his sets, almost like bringing a sensation of relaxation and calm after all the excesses. Certainly the awareness of the importance of life belongs to everyone, but it is almost like following the slogan that for any problem if we all contribute we can create solutions, in fact the measure was even approved by the Italian authorities.
After five albums we then say a see you soon  and a THANK YOU for all the piano melodies, the mix with jazz, progressive house and chillout that has provided us so many unique moments on dance floors, long car trips and outdoor parties. Music makes us dream, and as Miles wrote one day, the world moves quickly and therefore, perhaps, we should all achieve our dreams, fight for them and celebrate life.
R.I.P. Robert Miles!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Kate Nash ... new Mouthwash brand!

by perplex3r, em 22.02.08

(Português/Portuguese)

Kate Nash é um um dos Refrescos Musicais de 2007, com temas sentimentalmente originais, divertidos e verdadeiros. Com isto, esta jovem de 22 anos faz com que Phoeby da série Friends tenha uma rival no título "The Girl that sings about the truth. Comparada com  Lily Allen, muito devido à estrutura das suas canções em estilo de contador de histórias, e com a russa Regina Spektor, Kate Nash continua a surpreender ao longo de um álbum repleto de temas que dizem aquilo que muitas vezes pensamos, mas nem sequer ousamos dizer, com o uso de uma inocência alegre e com aquela mistura de sotaques britânicos. Um desses exemplos é a canção Shit Song ou Dickhead, em que não há qualquer pudor em afirmar o que pensa. Para além disso há ainda que salientar as canções Skeleton Song (uma das minhas favoritas), que retrata a relação da autora com um esqueleto ou ainda a o fantástico single que atingiu o nº 2 em Inglaterra Foundations. Esta onda de originalidade valeu-lhe uma nomeação para os Grammy e consequentemente a arrecadação do título de Best Female Act, para juntar ao BRIT Award que recebeu de Best Female Solo Artist. A Tour já começou este mês no Reino Unido, mas não pensem que é para ficar por aqui, uma vez que o novo single Merry Happy irá ser editado em Março e Nash já está a preparar o seu segundo álbum, tendo já escritas duas canções: Paris e Doo Wah Doo.

Para se divertirem, sorrirem e se prepararem para o fim-de-semana, aqui fica o vídeo de Foundations e alguns temas retirados do álbum que atingiu o nº1  Made Of Bricks, incluindo Mouthwash, Pumpkin Soup e Mariella.

 

 

(English/Inglês)

Kate Nash is one of the 2007 Musical Refreshements, with songs that are original, funny and true. With these facts, she competes with Phoebe from Friends for the title The Girl That Sings the Truth. Many times compared to Lily Allen, due to her story-telling song structure, and to Regina Spektor, Nash keeps on surprising everyone throughout her album by saying what we think, but are not capable of saying, using a little bit of happy irony and different British accents. Two of these examples are the tracks Shit Song and Dickhead, as she has no problem saying what she thinks of. One should notice the track Skeleton Song (one of my favourites) in which she tells the story about her relationship with her friend Skeleton and also the number 2 single Foundations.  This wave of originality made her won the Brit Award for Best Female Solo Artist and a Grammy for Best Female Act. Her UK tour has started, her new single Merry Happy will be released in March,  she is preparing her second album and has already written two tracks for it: Paris and Doo Wah Doo.
In order for you to have fun, laugh and prepare yourself for the weekend, here you have the video of Foundations and some tracks taken from the nº1 album Made Of Bricks, which includes Mouthwash, Pumpkin Soup and Mariella.
.

Autoria e outros dados (tags, etc)

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!




back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!


Passatempo


back to music & the web


Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 





back to music & love

Follow