Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



doves & Mother's Day

by perplex3r, em 08.05.17

I used to follow you, follow you for days
I slept beside you, just shadows away
I watched you by the fire, your hands was all aglow
Under the spell of a circle, I let my face show


Português/Portuguese

Passaste o dia presentear a tua mãe com mimos, com prendas e sorrisos durante a longa tarde de domingo. Sabes que não há ninguém como ela, aquela pessoa que te chateia quando tens 17 anos e chegas um pouco depois das 3 e lhe disseste que chegavas à uma. Aquela pessoa especial que faz de conta que não te vê a ir torto para a cama (porque bebeste demais na Queima das Fitas durante a noite) e são 9 da manhã e tens que recuperar energia para mais logo. Mas mais importante que isso, a mãe que é capaz de tirar o único euro que tem na carteira para te dar um gelado, que é capaz de não comprar o que gosta para te oferecer um brinquedo e sabe que, quando estás triste, a tua sobremesa favorita te vai alegrar.
Mother's Protect é um pouco isso, se quisermos circunscrever o tema a esse dia, que fala de amor, da maior expressão do  mesmo que será o amor de uma mãe por um(a) filho(o). Retirado do primeiro álbum da dupla Niki & The Dove, oriundo da Suécia, e que tem em Instinct uma mistura de indietronica, synthpop e futurepop. Já nomeados pela BBC para Sound Of 2012, já editaram um segundo álbum intitulado Everybody's Heart Is Broken Now, no ano passado. Preferimos ouvir o Goldroom Remix, que se aproxima de bandas como MGMT,por exemplo, que prolonga a tarde de segunda feira à beira mar e os martinis na mesa da esplanada.
Muito mais que oferecer música, flores, prendas ... nada é tão puro e simples como um OBRIGADO todos os dias por teres, ou teres tido, uma mãe que te tornou único e especial aliás, mais do que qualquer pessoa, ela é a melhor influência que podes ter.
(E para aproveitares bem este som ... podes fazer o download gratuito desta faixa fantástica!)

English/Inglês
You spent the day giving your mother treats with gifts and smiles during the long Sunday afternoon. You know there's no one like her, that person who annoys you when you're 17 and you arrive a little bit after 3 and you told her you were coming home around one. That special person who pretends she does not see you going to bed dizzy (because you drank too much at Queima das Fitas  – special week of party for Portuguese University Students) and it's 9 in the morning and you have to recover energy for later. But more importantly, a mother who is able to  take out her last pound to offer you an ice cream, who is able to not buy what she likes just to offer you a toy and knows that when you are sad, your favourite dessert will cheer you up.
Mother's Protect is a bit of this, if we want to circumscribe the song to that day, which speaks of love, the greater expression of a mother’s love for her child. Taken from the first album by the duo Niki & The Dove, from Sweden, who have in Instinct a mix of indietronica, synthpop and futurepop. Already nominated by the BBC for Sound of 2012, they have already released last year a second album entitled Everyone's Heart is Broken Now. We prefer to listen to the Goldroom Remix, which resembles bands like MGMT, for example, and which prolongs a Monday afternoon at the seaside with martinis on the table.
Much more than offering music, flowers, gifts ... nothing is as pure and simple as a THANK YOU every day for having, or have had, a mother who has turned you unique and special, who is the best influence one can have.
(And to enjoy this sound ... you can download this fantastic track for free!)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

All I wanna do is go to sleep
With my taped up heart and my open bottle
Me and my sheets

Português/Portuguese
A vida é apenas altos e baixos ... especialmente quando encontramos o amor nossas vidas, acreditar nesses sentimentos e fazer tudo o que precisamos para fazer esse conto de fadas durar uma vida. No entanto, ao longo dos anos podemos sentir tristeza, alegria, emoção, felicidade, dor ... tudo só porque começamos a AMAR.
Clara Mae, (ex Ace Of Base) cantora de 25 anos da Suécia , foi recrutada pela dupla norueguesa Kream e entregou este single influenciado por Lean On. Embora a música tenha sido influenciada durante os últimos anos pelo som de Major Lazer, este ainda mantém a sua produção original e acrescenta um sentimento de verão a uma história de amor muito triste. Existe ainda a versão acústica, bem mais melancólica, para além de remisturas em estilo trap de Disto, e viagens por praias e areias brancas por Lash e Joe Mason.
Tem em mente que nem todas as histórias terminam em lágrimas e, se entretanto, és apenas tu e teus lençóis esta sexta-feira com uma garrafa aberta, certifiqua-te de beber um bom vinho e ouvir boa música (esta é aquela música que embora exprima exatamente o teu estado de espírito, será um lembrete de que tu, somente TU, és o único que pode desvirar teu coração e aproveitar novamente vida!).
Bom fim de semana!


English/Inglês
Life is just ups and downs ... specially when we find the love our lives, believe in those feelings and do whatever we need to in order to make that fairytale last a lifetime. However, throughout the years we may experience saddeness, joy, excitement, happiness, pain .... all just because we started to LOVE.
Clara Mae, (ex Ace of Base) the 25-year-old singer from Sweden, was recruited by the norwegian duo Kream and delivered this Lean On influenced hit single. Although music has been influenced over the past years by Major Lazer sound, this one still keeps its original production and adds a summer feeling to a very sad love story. There is also the accoustic version, as well as remixes sounding like trap music by Disto, and trips through beaches and white sands by Lash and Joe Mason.
Keep in mind that not all stories end in tears and, if in the meantime, it is just you and your sheets this Friday with an open bottle, make sure you drink a nice one and listen to good music (this is that song that even thougite sands h expresses exactly your state of mind, will be a reminder that you, only YOU, are the one that can untape your heart and enjoy life back again!).
Have a nice weekend!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sade, dis-moi; Sade, donne-moi
Sade, tell me; Sade, give me


Português / Portuguese

Todos nós temos desejos, desejos de alcançar um novo posto de trabalho, de atingir um patamar de riqueza e, mais do que aqueles que nos são incutidos, existem sempre aqueles desejos que (para uma visão bem puritana) são demasiado pecaminosos para este mundo.
Sadeness (Part 1) de Enigma (5 milhões de singles vendidos) mistura o canto religioso, os vocais sensuais da cantora alemã Sandra, que teve Maria Magdalena nos tops na década de 80, com uma voz masculina que questiona os desejos do Marquês de Sade. São desejos mesclados numa canção que alcançou o número um durante 5 semana nas Eurochart e em mais de 24 países (Reino Unido e US, por exemplo) e que, em alguns, o título foi alterado para Sadness(Part 1), retirando, dessa forma, o pecado que este single poderia conter e atribuindo-lhe mais melancolia que respostas a desejos carnais.
Desta forma, tal como na música, podemos sempre questionar os nossos desejos mais íntimos, podemos até mesmo misturar o que de mais puro temos em nós sem nunca descurar o outro lado do espelho, aquele prazer que nos pode ser oferecido pelo outro, aquele mesmo em que dois corpos se juntam e partilham o que têm de mais íntimo. Aqui, o nome do Marquês substitui-se pelo teu, porque as questões que lhe são dirigidas podem muito bem ser respondidas por ti. Aliás, nesta mistura de sons de flauta e batidas podes, muito bem, reflectir até que ponto te encontras fechado a convenções e tradições obsoletas ou limitativas.
Em suma, não será apenas Sadeness que se encontra actual 27 anos depois, mas também o álbum MCMXC a.D que é mais do que uma busca  num mundo medieval, cheio de sons de floresta, de grilhões que prendem as mãos e a mente e de pessoas que pretendem encontrar respostas únicas e libertadoras às suas questões mais íntimas.Para começar a viagem, por este vídeo, ficamos com Principles of Lust (Os Princípios da Luxúria), a trilogia que Sadeness se insere, porque o pecado, esse, nunca fez mal a ninguém!

 

English/Inglês
We all have desires, desires to get a new job, to be wealthier, and more than the ones that are instigated, there are always those which (for a puritan vision)are too sinful for this world.
Sadness (Part 1) by Enigma (5 million singles sold) mixes religious chants, the sensual vocals by German singer Sandra, who had Maria Magdalena in the charts in the 80's with a male voice that questions the desires of Marquis de Sade. Those are desires mingled in a song that reached number one for 5 weeks on the Eurochart and in more than 24 countries (UK and USA, for example) and in some of them the title was changed to Sadness (Part 1), removing, in that way, the sin that this single could contain  giving to it more melancholy than responses to carnal desires.
In this way, as in the song, we can always question our most intimate desires, we can even mix the purest things we have in us without forgetting what’s on the other side of the mirror, that pleasure that can be given by the other, that one when two bodies come together and share the most intimate things they have. Here the name of the Marquis is replaced by yours, because the questions that are asked him can well be answered by you. In fact,  in this mixture of flute sounds and beats you may well meditate on to what extend you are closed by conventions and obsolete or limited traditions.
In short, it is not only Sadeness that is uptodate 27 years later, but also the album MCMXC which is more than a search through a medieval world, full of forest sounds, of fetters that hold the hands and the minds and of people who want to find unique and liberating answers to their most intimate questions. To start this journey, through the video, we have the Principles of Lust, the trilogy in which Sadeness is part of, because sinning never harmed anyone!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

love and OTHER GIRL(s)

by perplex3r, em 03.05.17

Português / Portuguese
Quando contamos os dias, as horas, as semanas e juntámos tudo e obtemos anos e anos de relações, sabemos que nem todas dão certo. Algumas são apenas pequenos parágrafos de páginas escritas à mão, outras transformam-se em pequenos folhetos de jornal e, para o melhor ou para o pior, algumas são mesmos livros com páginas e páginas de acontecimentos, repletos de lágrimas, de abraços, partilhas e algum egoísmo. Nada é fácil quando acaba, mas essa experiência pode muito bem ser enriquecedora, construir uma nova personalidade e obter o melhor que o outro nos ofereceu mas, acima de tudo, crescer sem nunca deixarmos de sermos nós próprios.
Other Girl de Morgan Page com Rayla retrata o final de uma relação, em que não se é capaz de apostar na sinceridade, de chegarmos ao momento de dizermos "Já não gosto de ti" e não porque não conseguimos (apenas) por cobardia, mas porque, secretamente, escrevemos umas linhas de histórias com outra pessoa. Descobrir isso, dessa forma, leva a frases como "não és quem eu pensava", e talvez não fosse mesmo, já que o outro tem, desde o dia um, ser ele próprio e nós nunca devemos (embora seja difícil) criar imagens ao nosso gosto. No final das contas, a fase de construir castelos e de príncipes e princesas já deveria ter terminado há muito.
Assim, mais até do que triste, Other Girl torna-se uma experiência positiva,uma break up song em que nos faz abrir os olhos, libertar de tudo o que não seja positivo e viver a vida com um alegre sorriso invejável. Tu não és mais nem menos que a outra rapariga, és apenas tu e, simplesmente, não irias a lado nenhum se continuasses nessa histórica, tornavas-te numa personagem de uma telenovela, sempre às voltas. Por isso, o melhor é mesmo apostar em ouvir em versão extended do tema, usufruir dos vocais da bela Rayla e a produção deste produtor que já ganhou dois grammies e já remisturou Katy Perry e The Temper Trap, por exemplo.

English/Inglês
When we count the days, the hours, the weeks and gather everything and we get years and the years of relationships. Some are just small paragraphs of handwritten pages, others turn into little newspaper pamphlets, and for better or for worse, some are books with pages and pages of events, full of tears, of hugs, some selfishness. Nothing is easy when it is over, but this experience may well be enriching, building a new personality and getting the best the other has offered us, but above all, growing up without ever ceasing to be ourselves.
Other Girl by Morgan Page with Rayla portrays the end of a relationship, in which one is not able to bet on sincerity, to come to the moment of saying "I do not love you anymore" and not because we can not say (just) due to cowardice, but because, secretly, we have started writing lines of stories with another person. To discover this, in this way, we come up with sentences like "you are not what I thought you were", and maybe he/she wasn’t, since the other has to be himself, since day one, and we should not (even though it is difficult) imagine things as we want them to be. In the end, the time building castles and princes and princesses should already be gone.
So, more than being a sad song, Other Girl becomes a positive experience, a breakup song which opens our eyes, free us from everything that is not positive and makes us live a life with a cheerful smile. You are not more or less than the other girl, you are just you and, simply, you wouldn’t go anywhere if you would continue to be in this story, you would become a character on a long soap opera.  Therefore it is the best to love the extended version of the song, enjoy the vocals of the beautiful Rayla and the production of this producer who has already won two grammies and has already remixed Katy Perry and The Temper Trap, for example.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

HERE I AM ... it's my birthday!

by perplex3r, em 01.05.17

Aduela, Porto

 this one goes out to the one(s) i love
(find me - jam & spoon feat. plavka)

Português / Portuguese
Chega aquele dia em que todas as atenções estão viradas para ti. Sentes uma alegria envolvente, repleta de beijos, abraços, piadas e sorrisos intermináveis. Estás numa pequena multidão no Aduela,Porto, aquele barzinho de início de noite, em que cada convidado teu vai chegando e se junta às várias garrafas de vinho abertas ... o número de brindes aumenta a cada hora que passa. Não existe nada melhor que usares o teu aniversário para juntares todos os que mais gostas, teres mais um pretexto para sair e, acima de tudo, sentires que o mundo pode mudar à tua volta, mas eles vão continuar ao teu lado.
A noite segue o seu caminho pela Baixa até ao jantar que concentra o melhor do Mundo por entre entradas, pratos, sangrias e finos e bolo de aniversário o que ainda te faz sentir cada vez mais feliz por estar tudo a acontecer, por cada um deles estar ali, ter organizado a sua agenda para te ver, para te desejar um Feliz Aniversário. Claro, depois disto só nos resta continuar a noite por entre bares, discotecas e after-parties ... não queres que essa festa única termine.
Here I Am é o single retirado do álbum My Story, o primeiro a solo da cantora Jennny Beggren, também vocalista do grupo sueco Ace Of Base, considerado os Abba dos anos 90. Este tema retrata sonhos, vidas que se podem encontrar, pessoas que nos trazem luz (não só em questões amorosas) e que, sempre, estão ao nosso lado moldando a nossa personalidade e, mais que isso, fazendo com que a nossa vida seja bem mais feliz. Podemos mudar a forma de nos vestir, os sítios onde vamos sair, de cidade ou até mesmo de país, mas estamos sempre aqui uns para os outros. A amizade é bem mais forte que tudo o resto!
Por isso, quando acordas ainda meio zonzo de tantas emoções, lês todas as mensagens, atendes todos os telefonemas, abres os postais e mais do que saber, sentes que o melhor do Mundo está ao teu lado! Assim, nunca deixes de dizer o quanto os teus amigos são importantes e aproveita qualquer pretexto, seja ele um café ou o teu aniversário, para lhes dizeres isso mesmo.
Here I Am, All I Am I Am Because of You! Obrigado!

 

English / Inglês
That day comes when all the attention is turned on you. You feel an immersive joy, full of kisses, hugs, jokes and endless smiles. You're in a small crowd at Aduela, Porto, that early-night bar where every guest of yours comes in and joins the various bottles of open wine ... the number of toasts  increases with each passing hour. There is nothing better than using your birthday as an excuse to gather all the ones you love the most, you have one more excuse to go out and, above all, feel that the world can change around you, but they will continue to be with you.
The night goes on its way Downtown until the dinner that concentrates the best of the world through appetizers, main courses, sangrias and pints and birthday cake which still makes you feel more and more happy about everything, for each one of friends to be there, have organized their schedules to see you, to wish you a Happy Birthday. Of course, after that we can only continue the night through bars, discos and after-parties ... you do not want this party to come to an end.
Here I Am is the single from the album My Story, the first solo album by singer Jennny Beggren, also lead singer of the Swedish group Ace Of Base, considered the Abba of the 90s. This track  portrays dreams, lives that can be found, people who bring light (not only in matters of love) and that, always, are beside us shaping our personality and, more than that, making our lives much happier. We can change the way we dress, the places we're going to leave, the city or even the country we live in, but we're always here for each other. Friendship is so much stronger than anything!
So when you wake up still feeling dizzy because of all the emotions, you read all the messages, answer all the phone calls, open the postcards and more than knowing, you feel the best in the world is by your side! So, never fail to say how important your friends are and take advantage of any excuse, having a coffee or your birthday party, to tell them that.
Here I Am, All I Am I Am Because of You! Thank you!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

note

(Português)
Devido à nova imagem do blog, todos os posts anteriores a 2017 podem surgir com formatação diferente. Um novo ano, uma nova vida, nova música, nova imagem!

(English)
Due to the new image, all posts prior to 2017 may come up with a different format. A new year, a new life, new music and new image!




back to music & Spotify

Subscreve/Subscribe Playlist

Back to Music,Love & Lifestyle on Spotify!


Passatempo


back to music & the web


Thank You's

 

Sapo Destaques - 27.04.17

Sapo Destaques - 16.04.17

 

 





back to music & love

Follow

subscrever feeds